• Aruc Alimentos

Seja Verde! Go Green!

Pesquisando sobre alimentação saudável? Aqui vão 7 motivos para começar a consumir produtos de produtores locais hoje mesmo!

Embora ainda exista a discussão sobre se o alimento cultivado organicamente é mais saudável ou não, a investigação científica continua a demonstrar os benefícios de cultivar e consumir alimentos orgânicos para a saúde dos seres humanos e para o ambiente. Claramente, alimentos cultivados em solo mais saudável, com fertilizantes naturais e sem produtos químicos nocivos, são simplesmente mais nutritivos e menos perigosos para a sua saúde. A seguir, selecionamos 7 motivos para te inspirar e fazê-lo começar a consumir produtos locais hoje mesmo.

Produtos locais são mais frescos, saudáveis e saborosos!

Evidentemente, a qualidade nutricional de qualquer tipo de produto irá se deteriorar depois de alguns dias em trânsito dentro de um caminhão e estocado ao frio (quando em bons estabelecimentos). Já no mercado ou produtor local, o produto é colhido dentro de 24 horas da sua compra, e em caso de outros produtos, como o mel e pólen de abelhas, estes não precisam de aditivos e conservantes para ficarem mais estáveis e durarem mais, como acontece com os produtos comuns de supermercado.

Frutas e legumes cultivados localmente também possuem tempo de amadurecimento natural, uma vez que eles não precisam ser fortes e robustos o bastante para enfrentar os rigores de uma viagem interestadual, por exemplo. Isso altera não apenas o seu valor nutricional, mas também o seu sabor. E pesquisas recentes de comparações bem controladas entre produtos cultivados orgânica e convencionalmente encontraram níveis sensivelmente mais altos de antioxidantes, flavonoides, vitaminas, minerais e outros nutrientes em várias das amostras orgânicas.

Já na apicultura, as duas perguntas mais frequentes são “por que mel local?” e “por que mel cru?” A resposta é bem simples. O mel local vem de abelhas que estão em sua área, polinizando a flora em que você está inserido (assim como o pólen de abelhas). E o fato de ser “cru” é importante, pois significa que esse mel não foi alterado pelo calor, que tem o poder de comprometer as suas propriedades.

Apoiar a economia e os produtores locais

Ao comprar alimentos cultivados localmente você estará fortalecendo a sua comunidade, investindo seu dinheiro em comida perto de casa. Os produtos locais tendem a ser mais baratos, principalmente em épocas de colheita, e também pelo corte de gastos intermediários do processo, como o transporte até o supermercado, por exemplo.

Também temos a satisfação de saber que estamos contribuindo para nossas comunidades e economias locais. Por exemplo, uma pesquisa feita pela Brock University no Canadá sugeriu que 3 bilhões de dólares canadenses seriam adicionados à economia local se 5 milhões dos consumidores gastassem C$10,00 de seu orçamento de supermercado em alimentos locais por semana. Converta os valores para o real e veja a grande diferença que isso faria!

Os pequenos produtores e agricultores familiares precisam do nosso apoio, uma vez que o grande agronegócio domina a produção de alimentos nos Brasil. As pequenas fazendas familiares, as pequenas empresas e os apiários locais têm dificuldade em competir no mercado de alimentos.

E se você deseja ter algo na sua mesa que ainda não é oferecido pelos produtores locais, peça. Plante a semente do empreendedorismo na sua comunidade. Certamente terá alguém que irá gostar da sua ideia e começará a produzir. E nesse pensamento seguimos para o próximo motivo:

Empoderamento do consumidor

Fazer compras localmente nos dá a chance de envolver com os produtores diretamente. Construir esse relacionamento é divertido e educativo: quem não ama fazer uma viagem ao mercado, conversar com a senhorinha do tomate, sentir os cheiros dos temperos, do mel, do queijo ou ouvir o rapaz que vende banana contar sobre como foi difícil a colheita da vez? Isso é relacionamento interpessoal, criação de vínculo. Características tão importantes que estamos perdendo em nossa sociedade atual.

Também somos tranquilizados quando podemos perguntar diretamente aos produtores sobre a sustentabilidade da produção, quais os pesticidas usados e se foram usados. Isso é importante, pois um produto ser local não significa automaticamente que ele foi produzido ou cultivado de maneira sustentável. Temos sempre algo novo para aprender sobre a nossa comida, incluindo quais os produtos são da atual estação (inverno, verão, etc).

Sintonia com a natureza

Abra a sua mente para conhecer o maior tempero da vida: a variedade. Comer comida local é comer sazonalmente. Mesmo desejando que os morangos crescessem durante o ano inteiro, o melhor momento para comê-los é quando eles podem ser comprados diretamente de uma plantação local. Eles estão cheios de sabor, melhor do que aqueles disponíveis fora de época nos supermercados e que viajaram milhares de quilômetros após terem sido colhidos antes de estarem maduros.

Também é estar ligado nas propriedades de cada produto, nos seus cheiros e texturas, tempo de crescimento, amadurecimento e de consumo, além de ter certeza de onde está vindo o seu alimento (cortesia do papo com a senhorinha do tomate, talvez?).

Dar mais valor à comida

Ao saber quanto tempo demora para o mel ser produzido, quanta dedicação está em jogo para você comprar o seu pacote de pólen desidratado, você estará agregando um valor ao seu alimento que vai muito além do nutricional.

Tudo o que fazemos com apreço é refletido em nossas vidas através de coisas boas. Então por que não comprar consciente? Por que não valorizar algo tão importante que é o que você come, aquilo que a natureza te oferece e o trabalho feito até que essa comida chegue na sua mesa? No grande negócio de alimentos não conseguimos ver todas as etapas do processo, então, tudo fica muito simplificado e artificial. Os brócolis ficam ali do lado do estande da maçã, e o mel fica perto da prateleira do leite. Os “pés” de todas as frutas se tornam o supermercado. A comida é uma das obras de arte da natureza. Seguindo as palavras de John Tolkien: "se houvesse mais pessoas a valorizar a comida, a alegria e a música mais do que o vil ouro, viveríamos num mundo mais feliz".

Uma palavra: SUSTENTABILIDADE!

E aqueles milhares e milhares de alimentos sendo enviados de cidade para cidade, estado para estado? Bom, isso claramente leva a uma enorme emissão de gás carbono para o ambiente. Parece exagero, mas não é. Muitos dos alimentos que você compra no supermercado não precisam vir transportados de tão longe, pois o seu cultivo é e pode ser feito em praticamente todas as regiões do país, principalmente em um país como o Brasil.

Isso, sem contar o desperdício de alimentos. Já aparou para pensar na quantidade de alimentos que apodrece dentro de caminhões? Quantos são pisados, jogados, amassados durante o transporte? E no supermercado então? Por isso frisamos: procure agricultores e produtores que seguem práticas de cultivo e energia orgânicos e sustentáveis para minimizar o impacto ambiental de seus alimentos.

Investir no futuro

Ao apoiar os agricultores e produtores locais hoje, você pode ajudar a garantir que haverá fazendas em sua comunidade amanhã, que haverá espaço verde para a vida selvagem e que as gerações futuras terão acesso a alimentos cultivados organicamente. É ensinar às gerações futuras que a maçã vem da macieira, a banana da bananeira, a goiaba da goiabeira, o mel da colmeia. Enfim, é garantir que o principal não se perca e que o futuro seja ainda mais verde que o presente.

#pólendeabelha #pólendesidratado #pólen #pólenapícola #comprarpólendeabelha #comprarpólendesidratado #comprarpólenapícola #comprarpólen #alimentaçãosaudável #sustentabilidade

29 visualizações
Navegação
Contato
Redes Sociais
Formas de Pagamento
  • Facebook ícone social
  • Instagram ícone social
Apiário - Bairro dos Grilos - Ibiúna - São Paulo, CEP: 18150-000 - Brasil
Distribuição - Aldeia de Barueri - Barueri - São Paulo, CEP: 06440-000 - Brasil
Telefone: 11 97183 5452
CNPJ: 26.815.306/0001-90